quinta-feira, 15 de julho de 2010

NÃO DEIXE O AMOR MORRER

Não deixe seu mundo entristecer
Não deixe o amor morrer
Vamos colorir o amor, vez em quando
Vamos cantar o amor, vez em quando
Vamos florir o amor, vez em quando
O amor não sobrevive na escuridão
O amor não sobrevive sem a sua canção
O amor não sobrevive sem as flores
É a luz que você deixa entrar que alumia o amor
É a música que toca o coração que embala o amor
São as flores sobre a mesa que embelezam o amor
Vamos regar essas flores
Enquanto é dia
Antes que seja tarde
Antes que a noite venha

Não deixe seu mundo entristecer
Não deixe o amor morrer
O amor - ah, o amor!
Ele nasce. E também pode morrer
Tudo tem um começo, tem um fim.
O amor é o alimento, o que precisamos pra viver
Mas o amor também tem que viver
Vamos alimentar o amor, amando
Não deixe o amor definhar. Ele será magro
Um amor magro pode enfraquecer
Às vezes não dá para salvar.
Vamos cuidar do amor, todo dia, o dia todo
Enquanto é dia
Antes que seja tarde
Antes que a noite venha.

RÔ Campos, 15/07/2010

Um comentário:

Fernanda disse...

Tá um escândalo esse! adorei!
beijos,

Fernanda