terça-feira, 29 de outubro de 2013

O MAR E O SERTÃO QUE MORAM DENTRO DE MIM


(RÔ Campos)

Pedi a Santo Antonio
Que não me deixasses, não.
Com medo de não ser ouvida
Plantei um pé de mar
No meio do meu sertão.

Um dia, veio a tempestade
E inundou o meu sertão
Levando então embora
Quem morava no meu coração.

Insisti com Santo Antonio
Pra que voltasses pra mim
Mas o santo casamenteiro
Achou melhor assim:
Casou o mar e o sertão
Que moram dentro de mim.

Nenhum comentário: